O IBGE publicou recentemente resultados preliminares sobre a questão da habitação no país. Segundo o IBGE o número de habitações desocupada é maior que o número de famílias que moram em habitações precárias ou que coabitam com terceiros e esperam obter sua moradia própria. O Distrito Federal conta com aproximadamente 100 mil domicílios particulares não ocupados, vagos.

Esta informação causou impacto na opinião pública. Numericamente não se poderia falar em déficit habitacional, bastaria levar as famílias em situação precária a ocupar as moradias vazias. Isto não é possível. As moradias vagas, necessariamente, não adéquam às demandas em termos de espaço, localização ou renda.

Constrói em grande número em todo o DF. Em alguns locais há uma concentração maior em virtude da acessibilidade oferecida pelo Metrô, com em Águas Claras, Samambaia e Cinelândia. As alterações do PDOT permitiram adensar a ocupação no Gama, no Guará, no Setor de Oficinas Sul etc. O Setor Noroeste, voltado para a alta renda, também concentra um bom número de novas construções. Faltaria construir para a população de baixa renda, aquela que demanda o programa Minha Casa Minha Vida.

Para entender melhor o déficit habitacional fui à busca das series estatísticas mantidas pelo governo local, mas não as encontrei. O Anuário Estatístico do DF publicava series históricas que informavam os alvarás expedidos por tipos unidade e por domicílios. O Anuário de 2010 não trás aquelas informações, mais parece um guia turístico. Procurei me informar com servidores do DF que atuam nesta área e soube que não há mais a preocupação com tais informações.

A falta de informação impossibilita a atividade de planejamento que oriente os investimentos governamentais. Podemos estar próximos da saturação do mercado de habitações para as classes media e media alta. Difícil saber as demandas para as rendas baixas. O número de inscritos no cadastro não informa corretamente desta demanda, ao contrario é desmentido pelo IBGE. A política de oferta de habitações necessita de informações confiáveis.